PAZ e BEM! Bem-vindo à Página dos Frades Missionários Capuchinhos

Página Principal


São Francisco Assis


Espírito de Assis


Porciúncula


Ordem Capuchinhos


Missão em Timor


Onde Vivemos


Espaço Jovem


Música


Apontadores


 
Dossier

Família

 

 

Quanto vale uma criança?

 

“A criança é o pai do homem”

(William Wordsworth)

 

 

Jesus disse que valemos mais do que muitos passarinhos. São Paulo diz que fomos comprados por um alto preço: o Sangue de Cristo. Judas comprou o Mestre por 30 moedas de prata (era o preço de um escravo).

 

Há dias, uma mãe com sete filhos e desempregada, vendeu um recém-nascido por 3 mil euros. O preço é variável e pode ainda depender de muitas circunstâncias.

 

PorCriança inglesa desaparecida em Portugal exemplo, qual será o preço de uma criança que misteriosamente desapareceu de casa enquanto dormia?

 

Se a criança desapareceu no Algarve, quando os pais jantavam no restaurante do resort, num complexo turístico, se for estrangeira e de um país poderoso, do sexo feminino, loira e bonita, filha de pais ricos… tem um preço.

 

E, a condizer com esse preço: a polícia judiciária mobiliza centenas de agentes, os media dão-lhe honras de primeira página em vários meses, é pedida a colaboração da polícia internacional, milionários põem jactos particulares ao dispor da família, os pais aparecem na televisão a chorar, fazer apelos e promessas, percorrem o mundo em conferências de imprensa, jornais prometem milhares de dólares a quem fornecer pistas credíveis, promovem-se audiências com o Papa, rezam-se missas, organizam-se vigílias e concertos.

 

Mas, se a criança desapareceu em Tassi-Tolo (zona degradada nos arredores de Díli), se é de família pobre, de um país subdesenvolvido, sem televisão para mostrar a fotografia e onde os pais possam fazer apelos, do sexo masculino, mal vestida e mal alimentada, com cabelo de carapinha… tem um preço diferente.

 

E, a condizer com este preço inferior, nenhumCriança timorensea entidade oficial a procura, nenhum jornal ou rádio a exibem, nenhuma tv mostra os pais a chorar, a polícia não intervém porque não sabe de nada, a UNICEF só um ano depois a coloca na estatística das crianças desaparecidas.

 

Ainda assim, há quem diga que a pessoa humana não tem preço, ou então, tem um preço único porque somos todos iguais.

 

De facto.

No Evangelho, Jesus diz: «vós sois todos irmãos» (Mt 23,8). Também diz São Pedro: «Deus não olha à qualidade das pessoas» (Act 10,34). E São Paulo: «Não há judeu nem grego; não há escravo nem livre; não há homem e mulher» (Gl 3, 28).

 

A Declaração Universal dos Direitos Humanos proclama: «Todas as pessoas nascem livres e iguais em dignidade e direitos» (Artº 1); com «direito à vida, liberdade e segurança» (Artº 3).

 

A Convenção dos Direitos da Criança também reconhece «o direito de todas as crianças a um nível de vida adequado para o seu desenvolvimento físico, mental, espiritual, moral e social» (Artº 27,1).

 

Embora o Algarve e Londres estejam no mesmo planeta que Timor-Leste e Darfur, no entanto é o genoma social de cCriança angolanaada um que determina e qualifica o acesso aos seus direitos fundamentais.

 

No auge da guerra entre a África do Sul e Angola, pelo ano 1980, um comando sul-africano falhou um acto de sabotagem aos depósitos de petróleo de Cabinda e os dois terroristas foram gravemente feridos e presos. Havia que negociar a sua libertação.

 

Preço: 120 prisioneiros angolanos. Ou seja, dois sul-africanos valeram 120 angolanos.

 

Há alguns meses, na Palestina, um israelita foi trocado por 25 guerrilheiros do Hamas.

 

Quanto vale uma criança?

 

Perguntem aos pontífices dos areópagos internacionais da hipocrisia. Ou então, ao Evangelho dos loucos como Pedro da Galileia, Paulo de Tarso ou Francisco de Assis.

 

 

Frei Manuel Rito Dias

Missionário em Díli (Timor-Leste)

 

 
Página Principal | Capuchinhos em Portugal | Contactos | Ficha Técnica | Sugestões

© 2007 Ordem dos Frades Menores Capuchinhos (Portugal)