PAZ e BEM! Bem-vindo à Página dos Frades Missionários Capuchinhos

Página Principal


São Francisco Assis


Espírito de Assis


Porciúncula


Ordem Capuchinhos


Missão em Timor


Onde Vivemos


Espaço Jovem


Música


Apontadores


 
Ano Paulino

Notícias

 

 

Celebrações do "Ano de São Paulo"

 

O “Ano de São Paulo” para celebrar o seu 2º milénio,

começa no próximo dia 28 de Junho e concluirá

a 29 de Junho de 2009.

 

Para celebrar este ‘pequeno Jubileu’, a Igreja Católica prepara um programa de acontecimentos exBasílica de São Paulo Fora dos Murostraordinários no âmbito do ecumenismo, liturgia, oração, arte, história, arqueologia, pastoral e peregrinações, coordenado pelo padre Olivier Plichon. Foi o cardeal Andrea Cordero, arcipreste da Basílica de São Paulo Fora dos Muros, quem apresentou a ideia ao então Secretário de Estado, cardeal Angelo Sodano. Este expô-la ao Santo Padre, que a acolheu com vivo interesse e deu instruções para determinar as datas do início e do fim do Ano Paulino.

 

«Não sabemos exactamente em que ano nasceu São Paulo, disse o padre Plichon; mas os especialistas dizem que a data se situa entre o ano 5 e 10, depois de Cristo. É, portanto, um pequeno Jubileu pelo segundo milénio do nascimento de São Paulo.» Como oportunamente indicou Bento XVI, «o acontecimento terá um carácter eminentemente ecuménico».

 

A Basílica de São Paulo acolhe uma média de 12.500 peregrinos por dia. Para facilitar a organização das viagens e difundir o programa, preparam-se dois sítios na Internet. O primeiro, no portal do Vaticano, semelhante ao que já existe sobre a Basílica de Santa Maria Maior; o segundo, apresentará a história da Basílica, a vida de São Paulo, vídeos do Papa na Basílica e o programa geral das celebrações. O Papa deverá estar presente na abertura e no encerramento.

 

Na Basílica, à esquerda da grande porta central, vai ser aberta a Porta Paulina. No pórtico pensa-se colocar um lampadário com várias chamas, ao encargo dos monges beneditinos, que o acenderão pela manhã e o apagarão após a oração de Vésperas. O padre Plichon explica: «Para a Igreja Católica, o óleo simboliza a oração da comunidade que alimenta a chama de amor para Deus.» Nas terças e quintas-feiras à tarde vai celebrar-se uma liturgia especial. Cada peregrino poderá passar através da Porta Paulina, adquirir o óleo para o braseiro, visitar a Basílica, rezar no túmulo e junto às cadeias de São Paulo, confessar-se, comungar, participar na Missa e no ofício de Vésperas para receber a indulgência plenária. Será possível ir à área da reconciliação, onde haverá confessores em seis idiomas: italiano, espanhol, inglês, alemão e português.

 

Nos aspectos cultural e artístico, será organizado um ciclo de conferências sobre os aspectos exegético, histórico, teológico e filosófico da vida e obras de São Paulo e estão previstos doze encontros de divulgação para o grande público. Será editado um novo tríptico da Basílica e pensa-se na publicação de um boletim mensal com as notícias do Ano Paulino. Finalmente, o Vaticano emitirá um selo e uma medalha comemorativos.

 

Estão a ser contactadas casas editoriais para a publicação de livros dedicados às crianças e uma nova edição das Cartas de São Paulo e dos Actos dos Apóstolos. Os beneditinos prepararão a “Lectio Divina” sobre os 87 capítulos das Cartas.

 

 

Frei Fernando de Negreiros, ofmcap.

com Terra Santa

 

 
Página Principal | Capuchinhos em Portugal | Contactos | Ficha Técnica | Sugestões

© 2008 Ordem dos Frades Menores Capuchinhos (Portugal)