<%@ Language=VBScript %> Ordem dos Frades Menores Capuchinhos

PAZ e BEM! Bem-vindo à Página dos Frades Missionários Capuchinhos

Página Principal


São Francisco Assis


Espírito de Assis


Porciúncula


Ordem Capuchinhos


Missão em Timor


Onde Vivemos


Espaço Jovem


Música


Apontadores


 
Celebrações

Com o Espírito Santo um coração novo, uma nova Terra!

1. AMBIENTAÇÃO: Cartaz com o título e uma ilustração. Arranjo floral festivo. Música. Antes da Celebração, pode ler individualmente o artigo Quando desceu o Espírito Santo sobre os Apóstolos?, de Ariel Valdés.

2. ACOLHIMENTO. Pode-se dialogar informalmente sobre a ideia que cada um tem acerca da Festa judaica do Pentecostes (ver Lv 23,15-22; Nm 28,26-31 e Dt 16,9-12) e do sentido novo que ela recebeu do cristianismo. O que deseja ou espera desta Celebração?

3. RECONHECIMENTO DO ESPÍRITO. Proclamar Act 19,1-7. Pensar em silêncio: “Que é para mim o Espírito Santo?” Pode-se Partilhar. O Animador ou outro alterna com Todos o texto seguinte, “Pai dos pobres”, de Rafael Ramiro:

Onde houver vazio,

o Espírito é plenitude.

Onde houver miséria,

o Espírito é riqueza.

Onde houver sofrimento,

o Espírito é consolação.

Onde houver tristeza,

o Espirito é alegria.

Onde houver debilidade,

o Espírito é força.

Onde houver orfandade,

o Espírito é mãe.

Onde houver ignorância,

o Espírito é sabedoria.

Onde houver exclusão,

o Espírito é acolhimento.

Onde houver opressão,

o Espírito é liberdade.

Onde houver exploração,

o Espírito é partilha.

Onde houver solidão,

o Espírito é companhia.

Onde houver esquecimento,

o Espírito é memória.

Onde houver desamor,

o Espírito é carinho.

Onde houver morte,

o Espírito é vida.

Todos: Pai dos pobres,

defendei e enriquecei os vossos filhos!

Pode seguir-se um momento de ressonância, em que cada um repete, livremente, uma das linhas de texto a negro (as que foram ditas por todos).

4. CÂNTICO. A cada estrofe seguinte, entra uma pessoa com uma vela encarnada. Colocam as sete em círculo no chão, ou sobre uma mesa.

DÁ-NOS, SENHOR, O TEU ESPÍRITO

Letra: Padre Rodrigues Azevedo / Música: frei Acílio Mendes.

(A música está no Caderno da XX Semana Bíblica Nacional)

Dá-nos, Senhor, o teu Espírito!

Dá-nos, Senhor; dá-nos, Senhor, o teu Espírito.

1. Vem, Espírito Divino,

Vem, dom  da  SABEDORIA.

Faz-me descobrir na vida

Teu sabor, tua alegria.

2. Vem, Espírito Divino,

Vem, ó dom do ENTENDIMENTO,

Conceder-me que repouse

Só em Ti meu pensamento.

3. Vem, Espírito Divino,

Vem, e dá-me o teu CONSELHO,

Para que na vida siga

Os caminhos do Evangelho.

4. Vem, Espírito Divino,

Vem, ó dom da FORTALEZA.

Faz-me tua testemunha

Neste mundo, com firmeza!

5. Vem, Espírito Divino,

Vem, supremo dom da CIÊNCIA,

Trazer luz à minha mente

E prestar-me tua assistência.

6. Vem, Espírito Divino,

Vem, ó dom da PIEDADE,

Nesta altíssima virtude

Inflamar minha vontade.

7. Vem, Espírito Divino,

Vem, dom do TEMOR DE DEUS,

Conceder-me com amor

Viver sempre rumo aos Céus.

5. ORAÇÃO. O Animador reza as linhas a encarnado. O grupo ou a Assembleia proclama o resto em conjunto:

Divino Espírito Santo,

Tu revelaste a vontade salvífica de Deus

ao povo de Israel, no interior da sua História,

por obras e palavras, sinais e prodígios.

Através dos patriarcas, reis, sábios e profetas,

conduziste a Humanidade até ao Messias.

Na plenitude dos tempos,

deste vida a Jesus no seio de Maria,

fizeste João Baptista saltar no seio de Isabel,

inspiraste o canto de Maria na Visitação

e alegraste os velhinhos Simeão e Ana.

Desceste sobre Jesus no Baptismo

e ungiste-O para a Missão.

E, pela sua ressurreição dos mortos,

deste pleno sentido e realização 

às intervenções e acontecimentos salvadores

do Primeiro Testamento.

Encheste do teu Fogo e da tua Força Maria,

os Apóstolos e os primeiros cristãos,

para testemunharem Jesus até ao martírio.

Inspiraste os Evangelistas e Paulo,

e os outros Escritores sagrados da Nova Aliança

para narrarem fielmente

o que Jesus fez e disse,

a fim de nós termos a vida

e a salvação pela fé no seu nome.

Vem agora sobre nós!

Ensina-nos a escutar esta Palavra com ,

a acolhê-la no coração com amor,

a procurar nela a razão da nossa esperança

e a vivê-la cada dia.

Amen.

6. PENTECOSTES SEGUNDO LUCAS. Proclamar Act 2,1-4. Silencio. Depois, alternar a dois coros a Sequência do Pentecostes:

1. Vinde, ó Santo Espírito, / vinde amor ardente.

Acendei na terra /Vossa luz fulgente.

2. Vinde, Pai dos pobres: / na dor e aflições,

Vinde encher de gozo /nossos corações.

1. Benfeitor supremo / em todo o momento,

habitando em nós /sois o nosso alento.

2. Descanso na luta / e na paz encanto,

no calor sois brisa, / conforto no pranto.

1. Luz de santidade / que no céu ardeis,

abrasai as almas / dos vossos fiéis.

2. Sem a vossa força / e favor clemente

nada há no homem / que seja inocente.

1. Lavai nossas manchas, / a aridez regai,

sarai os enfermos / e a todos salvai.

2. Abrandai durezas / para os caminhantes,

animai os tristes, / guiai os errantes.

1. Vossos sete dons / concedei à alma

do que em Vós confia.

2. Virtude na vida, / amparo na morte,

no céu alegria. Amen.

7. PENTECOSTES SEGUNDO JOÃO. Proclamar Jo 20,19-23. Às palavras “Veio Jesus...” entra alguém com o Círio aceso e ou fica de pé no meio do círculo das velas, ou coloca-o no meio delas em cima da mesa. No fim, cantar:

O Senhor está connosco –  Aleluia!

E nos fala cada dia –  Aleluia!

Ó Senhor, fonte de vida – Aleluia!

Dá-nos teu fecundo amor – Aleluia!

Escutai e recebei – Aleluia!

A palavra que vos salva – Aleluia!

8. PARTILHA DA PALAVRA. Quais as lições a tirar dos dois textos de Pentecostes? (Pode-se ler, aqui, o final do artigo).

9. COMPROMISSO. Proclamar Gl 5,16-26. Dialogar em função do compromisso, principalmente com a Paz, a Justiça e a Criação.

10. ENVIO. As sete pessoas do nº 4 aproximam-se em fila do Animador. Este ergue a vela dizendo “O Espírito Santo é...”, e entrega-a ao dizer “Ide”. As pessoas colocam-se em semicírculo voltadas para o grupo ou Assembleia.

1. O Espírito Santo é dia sem ocaso:

Ide e acabai com a escuridão do Mundo.

2. O Espírito Santo é fonte de água viva:

Ide e dai a todos uma vida digna e feliz.

3. O Espírito Santo é fogo que aquece:

Ide e acabai com a solidão e o egoísmo.

4. O Espírito Santo é força que congrega:

Ide e vivei unidos na fé e no amor.

5. O Espírito Santo é princípio de paz:

Ide e acabai com as discórdias e guerras.

6. O Espírito Santo é vento que remexe:

Ide e construí um futuro melhor.

7. O Espírito Santo é Senhor que dá a vida:

Ide e defendei todas as causas da vida

à luz do Evangelho.

Todos cantam o cântico seguinte, ou outro:

O ESPÍRITO DO SENHOR CONSAGROU-ME

Música e Letra: frei Acílio Mendes

(cantado na K7 "Mãos Cheias de Esperança", paulinas;

Música no Caderno da XX Semana Bíblica Nacional)

"O Espírito do Senhor consagrou-me

para proclamar o Evangelho da Paz".

1. O Espírito de Deus está sobre mim

E mandou-me a anunciar a Boa-Nova aos humildes.

Eu exulto de alegria

No Senhor que me escolheu!

2. O Espírito de Deus está sobre mim

E mandou-me consolar os corações amargurados.

Eu exulto de alegria

No Senhor que me escolheu!

3. O Espírito de Deus está sobre mim

E mandou-me publicar o seu perdão e o seu amor.

Eu exulto de alegria

No Senhor que me escolheu! (Is 61,1-2; Lc 4,18-19)

Entretanto, pode-se ir passando o Círio pascal de mão em mão.

 

 

 
Página Principal | Capuchinhos em Portugal | Contactos | Ficha Técnica | Sugestões

© 2005 Ordem dos Frades Menores Capuchinhos (Portugal)