PAZ e BEM! Bem-vindo à Página dos Frades Missionários Capuchinhos

Página Principal


São Francisco Assis


Espírito de Assis


Porciúncula


Ordem Capuchinhos


Missão em Timor


Onde Vivemos


Espaço Jovem


Música


Apontadores


 
Notícias da Missão

As notícias do Tempo Comum

 

 

Timor-Leste

AS NOTÍCIAS DO TEMPO COMUM

 

 

Timor-leste não tem sido notícia

ultimamente nos meios de comunicação social. O não ser notícia é já uma boa notícia. É que, infelizmente, hoje só o conflito, o furacão, o golpe de estado, a falência de um banco, a queda de um avião, o atentado a um presidente e a prisão de um pedófilo chamam a atenção da televisão, rádio e jornais. Nada disso tem acontecido ultimamente em Timor. Felizmente.

Os refugiados estão a regressar a suas terras, os militares rebeldes entregaram-se, abriu uma nova linha aérea com Singapura, intensificou-se a cultura do café, as aulas recomeçaram nas escolas, as instituições funcionam, o comércio tem produtos, o povo não tem dinheiro, os hospitais, em suas carências, atendem as pessoas, as crianças, na sua pobreza, estão alegres, o dia de hoje já o vimos ontem e o de amanhã não será diferente de hoje. Porque tudo isto acontece na normalidade timorense, não merece ser notícia. Infelizmente.

 

Missionários Portugueses e Postulantes Capuchinhos

 

São Francisco de Assis

levou-nos até Laleia, onde O celebrámos com frei Fernando Cabecinhas e os aspirantes, entretanto chegados à tarde de Hatukarau. Esta aldeia, metida na serra, onde só se chega a pé ou a cavalo, viu este ano entronizada a imagem do seu padroeiro, levada às costas por um grupo de paroquianos de Laleia que acompanharam frei Fernando em procissão durante 2 horas. Quatro dias depois, 8 de Outubro, foi toda a paróquia a encher-se de cor e festa para celebração da padroeira, Nossa Senhora do Rosário e terceiro aniversário da nova paróquia de Laleia.

Também a Fatuberliu chegou o Santo de Assis. Neste distrito, da zona já de Tassi Mane, há duas comunidades da OFM. Até agora dependentes da Província da Indonésia, começam a depender a partir de agora da Cúria Geral. No dia de São Francisco estiveram em festa com a inauguração do novo convento e a passagem da Indonésia para Roma, via Portugal, onde mantém actualmente o noviciado.

 

Outro convento

está, entretanto, a surgir aqui ao lado, em Tibar. Para lá corre todos os dias o Frei José Luis com baldes, prumos, pás e cimento. Enquanto as novas plantas se vão aguentando com a pouca água que sobra das obras, vai crescendo esta primeira fase da “Saun Francisco de Assis nia uma” [casa de São Francisco]. Última semana de Novembro é a meta da entrega da obra e a semana para realizar a mudança. Na’i rona ami [ouvi-nos, Senhor].

Entretanto, os postulantes, que até agora acompanhavam o desenvolvimento de Tibar, desviaram as atenções para Fatumeta, onde iniciaram as aulas no Seminário Maior. Um deles frequenta o 1º ano, oito o 2º ano e três o 3º ano.

 

Frei Manuel Rito com os Postulantes Capuchinhos

 

Desde que os freis

Pedro e Mário seguiram para o Brasil, por razões de conveniência e a pedido do Provincial de Baia-Sergipe, as duas comunidades (Laleia e Dili) tiveram de se adaptar à precariedade da nova situação. Apesar do aperto das dificuldades, não foi necessário despedir nenhum candidato mesmo em regime de espera.

Em Laleia, além da paróquia, frei Fernando assumiu o acompanhamento de 5 aspirantes; em Dili, além das obras de Tibar, frei Rito e José Luis assumiram o acompanhamento e formação de 12 postulantes, incluindo Aventino Gusmão, admitido no dia de São Francisco.

 

Enquanto os postulantes

vão regressando de férias,  Frei Rito toma consigo Agostinho, João e Rafael e sobe com eles o monte Nakroma até ao Oecusse, com uma dupla missão: explicar às famílias dos pré-noviços a razão do adiamento do noviciado e orientar um retiro às postulantes das Irmãs Franciscanas da Divina Providência.

 

Postulantes das Irmãs Franciscanas da Divina Providência

 

Em Dili, do prédio mais antigo da cidade surgiu uma nova Casa da Europa, para timorense ver. Na montanha, o povo prepara-se para a chegada das primeiras chuvas. Com esse pedido nos lábios, hoje, 12 de Outubro, o país inteiro rumou a Soibada, em peregrinação nacional, a

Nossa Senhora da Aitara. Na’i feto, rona ami [Nossa Senhora, escutai-nos].

  

 

 

frei Manuel Rito

Missionário em Timor-Leste

 

 
Página Principal | Capuchinhos em Portugal | Contactos | Ficha Técnica | Sugestões

© 2008 Ordem dos Frades Menores Capuchinhos (Portugal)